COVID-19 impõe novo modelo de call center

O cenário de pandemia do novo coronavírus vem transformando a rotina de empresas e dos colaboradores ao redor do mundo. Buscando soluções eficazes e que garantam a saúde da equipe e de seus clientes, a Qualirede, empresa do ramo de gestão em saúde, levou todo o seu call center para operar em home office.

No mesmo dia em que o Governo do Estado de Santa Catarina, onde fica a sede da empresa, emitiu o decreto declarando situação de emergência em todo o território, a Qualirede transformou uma operação que atende cerca de 250 mil clientes, 24 horas por dia, em 100% remota. O processo passou por adaptações tecnológicas e redefinição de escalas de trabalho, além de procedimentos de recursos humanos para garantir a continuidade do atendimento com qualidade.

O home office sempre foi uma opção no plano de contingência da central de atendimento para outra situações, como a greve de transporte coletivo, problemas de acesso ao prédio ou problemas técnicos; por conta disso, a empresa conseguiu se adaptar de forma ágil e eficiente.

Atualmente, os 40 profissionais que atuam no call center continuam suas atividades diretamente de suas casas. E toda a empresa segue esta mesma premissa. No total, 1.100 colaboradores em tres diferentes cidades (São Paulo, Salvador e Santa Catarina) continuam a prestar serviços aos 1,2 milhão de clientes de todo o Brasil.

Equipe do call center SC Saúde trabalha em home office

No mesmo dia em que o Governo do Estado de Santa Catarina emitiu o decreto declarando situação de emergência, a Qualirede, empresa que gere o SC Saúde, transformou uma operação que atende cerca de 250 mil clientes, 24 horas por dia, em 100% remota. O processo passou por adaptações tecnológicas e redefinição de escalas de trabalho, além de procedimentos de recursos humanos para garantir a continuidade do atendimento com qualidade.

0 3
Stefanie Damazio

Deixe uma resposta