Sebrae e Endeavor avaliam programa para empresas de alto impacto

Programa piloto oferece mentorias individuais e coletivas durante três meses para empresas catarinenses e deve ser multiplicado em outros estados brasileiros

 

O Sebrae e a Endeavor uniram-se para montar em Santa Catarina e no Paraná o Programa Piloto Atendimento a Empreendedores de Alto Impacto. Em território catarinense o programa atende 38 empreendedores com mentorias individuais e coletivas durante três meses. Nesta segunda-feira, os empreendedores reuniram-se na sede do Sebrae/SC com o presidente do Sebrae Nacional, Luiz Barreto, e a diretora de operações da Endeavor, Letícia Queiroz, para avaliar o programa, que já está na metade.

Para Barreto, a escolha de Santa Catarina para implantar o programa foi baseada na experiência do Sebrae catarinense com startups e pela capacidade de crescimento das empresas locais. A ideia, complementa o presidente, é levar o programa para outros estados.

A diretora de operações da Endeavor, Letícia Queiroz, explica que o programa em Santa Catarina é “uma semente para o Brasil ao unir a tecnologia da Endeavor com o conhecimento do Sebrae”. Letícia explica que o primeiro passo do programa é um diagnóstico que avalia a empresa participante e, em seguida, é feito o pareamento com mentores de acordo com os desafios e dificuldades do negócio. Para Gabriel Nunes, um dos empreendedores participantes, diz que a experiência de um dia de mentoria vale por meses de trabalho e previne erros futuros.

André Bianchi é mentor da Endeavor há dez anos e diz que os problemas e dificuldades das empresas catarinenses são comuns as de outros estados, como elencar prioridades e investimentos, além de dificuldades burocráticas. “É isso que buscamos combater ou facilitar por meio de mentorias individuais e adaptadas a cada um dos negócios participantes”, finaliza.

0 58

Deixe uma resposta