Governo do estado amplia boletins de ocorrência online como medida de combate à pandemia do Coronavírus

Serviço da Delegacia Virtual vai incluir novos tipos de crime para evitar que catarinenses tenham de sair de casa

 

O portal delegaciavirtual.sc deve passar a contar hoje com uma nova opção em seu serviço de registro de boletins de ocorrência online. O site já permitia o registro de situações como acidentes de trânsito sem vítimas, ameaças e roubos, por exemplo, mas com a nova opção que está sendo implementada pelo Centro de Informática e Automação de Santa Catarina, CIASC, os cidadãos vão poder registrar a maioria das situações atendidas pela polícia civil, incluindo a maior parte dos crimes. As únicas situações que continuarão exigindo a ida até a delegacia para o registro são os cinco crimes listados abaixo:

Homicídio

Latrocínio

Sequestro e cárcere privado

Extorsão mediante sequestro

Roubo de veículos e de cargas

A criação dessa nova funcionalidade está sendo feita em caráter emergencial pelo CIASC, para evitar que as pessoas tenham de sair de suas casas para registrar boletim de ocorrência na delegacia. Essa ação, somada a várias outras que têm sido adotadas pelo governo do estado, tem como objetivo facilitar o isolamento doméstico da população catarinense para evitar a propagação do novo Coronavírus COVID-19, que tem hoje 20 casos confirmados em Santa Catarina.

O governo destaca que essa medida de aumentar os tipos de ocorrências que podem ser registradas pela internet é temporária, para o período de quarentena para minimização da disseminação do vírus. Essa nova opção vai estar disponível na página delegaciavirtual.sc.gov.br/inicio.aspx e a Polícia Civil orienta que a pessoa que estiver fazendo o registro online do boletim de ocorrência deve descrever o fato com a maior riqueza de detalhes possível, e mencionar qualquer objeto ou pessoa que esteja envolvida no acontecimento. Além dessa nova funcionalidade da Delegacia Virtual, o CIASC segue de prontidão para atender de forma emergencial as demandas de tecnologia do governo do estado durante esta crise do Coronavírus COVID-19.

 

0 6
Stefanie Damazio

Deixe uma resposta